segunda-feira, 29 de novembro de 2010

O Empreendedorismo da Criminalidade

Nos últimos dias estamos sendo bombardeados pelos chamados das principais mídias do país comentando os principais fatos a respeito da ocupação das instituições de segurança na Vila Cruzeiro e no Complexo do Alemão na Cidade do Rio de Janeiro. Não obstante, e é claro, fora das obviedades colocadas pela TV, é importante várias reflexões a respeito do assunto. Mas assistindo o Programa Roda Viva (TV Cultura) desta segunda-feira (29/11/2010) com a presença do Luiz Eduardo Soares (ex-Secretário da Segurança Nacional) é interessante analisar o assunto quando ele faz uma analogia da criminalidade com a administração. Ele dá vários exemplos sobre como as questões sociais e a falta de realização por parte do cidadão, o modelo antigo das organizações de segurança do Rio de Janeiro e a derrocada atual do sistema do tráfico e sua sistemática.
No seu discurso esteve contido algumas afirmativas interessantes com relação a involução e a catarse dos sistemas organizacionais do tráfico. Segundo o ex-secretário, estas organizações hoje estão fadadas ao fracasso pois custa muito ao dono do negócio financiar toda a estrutura. Além da operacionalidade do negócio, o chefe da facção tem que se preocupar ainda com a sua segurança contra os policiais e o ataque de outras facções. Isto nem sempre é tão simples para o traficante. Ainda há a questão da tecnologia do arsenal que tem que adquirir e o efetivo que tem que gerenciar. Sem dúvida o traficante se vê com um modelo que torna-se ultrapassado para o mundo atual. Inteligentemente a "Gabi" intercedeu questionando que na realidade não haverá um possível final, mas sim uma espécie de transição?
Pode parecer de certa forma antagônica esta análise frente aos princípios que cercam a administração, mas é conveniente dizer que até as pequenas e mais diversas estruturas organizacionais precisam ser revistas e reavaliadas pois o mundo hoje passa por um processo inevitável de mudança corporativa.

Leandro Duarte

Rio de Janeiro pela PAZ!


Campanha pela Paz no Rio de Janeiro!

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

A Ameaça Anunciada

Neste semana de prova tivemos que entregar um trabalho para nosso professor de Administração de Sistemas de Informação. Infelizmente é uma disciplina muito mal compreendida e de grande importância. Mas nesta semana houve uma surpresa. O trabalho que nos foi designado a fazer despertou o interesse da turma. Mesmo que bem tímido os comentários foram bons e interessantes a respeito. Creio que o trabalho de Gestão de Conhecimento não só merece uma análise profunda como precisa ser externada o mais rápido possível. Os administradores tem uma bomba na mão que se chama CONTEXTUALIZAÇÃO. E o tempo não perdoa!
Quando as empresas se derem conta do que o valor dos ativos realmente estão ficando pra trás o mundo irá as engolir sem dó nem piedade. O desafio de acordar a organização continua. Estamos parados e o rolo compressor, a onda anti-matéria ou seja lá o que for a figura para combinar com a metáfora dirigida ao tema, está chegando lentamente. Hasta la vista baby!



Leandro Duarte
leandroduarte@ymail.com

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Lançamento da Revista Administradores



Talvez possa soar como puro merchandising, mas a verdade é que a Revista Administradores pela www.administradores.com.br traz uma nova proposta para os administradores em um formato inovador segundo palavras de Leandro Vieira (publisher da Administradores).
Antes de mais nada, é importante salientar e enobrecer o trabalho desta equipe que tem dado muito valor e apoio a todos os administradores e admiradores da profissão que cada vez mais tem ocupado e interagido com os setores empresariais da atualidade.
Em breve estarei opinando sobre este novo periódico tão necessário para nossos colegas de profissão.
Segue a capa do número zero da revista que tem como apoio o diretor de arte José Maia que já trabalhou para revistas como Trip, Abril e várias outras publicações pelo mundo.



Leandro Duarte
Msn: leanroduarte@ymail.com

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

A concepção da palavra Salário!


Sobrou mês para o fim do dinheiro...


Explicando a Frase acima:


A  palavra salário origina-se do latim salarium argentum, que significa “pagamento em sal”. Associando-se ao composto cristalino de sódio, encontrado em estado natural em alguns terrenos ou diluído na água do mar, ou seja, o sal. Isto, segundo estudiosos, explica-se pelo fato de que no antigo Império Romano os soldados recebiam o sal como uma espécie de salário ou remuneração, uma vez que era considerado algo de muito valor.
Porque naquela época o sal era uma iguaria muito cara, que podia ser trocada por alimentos, vestimentas e outros objetos importantes.




Salário é salgado, nunca sobra para o final do mês! Vamos mudar esta realidade!??!


Ana Roberta Lima
msn: adm.anaroberta@hotmail.com

Incentive a Leitura:

De um livro de presente de Natal:

"Os meus filhos terão computadores, sim, mas antes terão livros!
Sem livros, sem leitura, os nossos filhos serão incapazes de escrever - inclusive a sua própria história!" Bill Gates



Administre-se... O natal esta chegando...

Não seja mais um... Guarde e poupe seu dinheiro de 13º salário!

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Convite:








Agregar valor tornou-se premissa máxima para quem que se destacar no meio onde vive. Do ambiente corporativo ao informal, fazer com mais qualidade e menor custo produtos ou serviços é o desafio de todo profissional na empresa contemporânea. Adidéias é um blog desenvolvido para agregar conhecimento e avaliar o surgimento de novas idéias para o mercado. A equipe da Adidéiass esta convidando Administradores e formuladores de opiniões para participar conosco desse processo.

Leandro Duarte - leandroduarte@ymail.com
e Ana Roberta - adm.anaroberta@hotmail.com


domingo, 14 de novembro de 2010

Os 10 mandamentos do Empreendedor


1 -   SABER OUVIR

2 -   SABER FALAR

3 -   CONHECER O MERCADO E O PRODUTO

4 -   CONHECER TODAS AS FERRAMENTAS DA COMUNICAÇÃO

5 -   PLANEJAR SEMPRE

6 -   SABER NEGOCIAR

7 -   AGILIDADE

8 -   ACOMPANHAR TUDO

9 -   CONFERIR TUDO ‘‘ANTES’’

10 - CONFERIR TUDO ‘‘OUTRA VEZ’’

Ana Roberta Lima
Msn: anaro_lima@hotmail.com


quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Competência Técnica

Você pode ser assim....
O sucesso profissional e pessoal pode fazer grande diferença quando se une competência técnica e competência comportamental. De acordo com especialistas no assunto, se essas competências forem desenvolvidas, a organização ganha em qualidade e rapidez, e os servidores conquistam o respeito dos usuários internos e externos. Mas, afinal, o que pode ser entendido como competência técnica e competência comportamental, se a própria noção de competência apresenta múltiplos significados? A competência técnica tem como base o conhecimento adquirido na formação profissional. Em outras palavras, a competência técnica é própria daqueles cujo currículo (formação profissional) é adequado à função que exercem e que, de modo geral, são profissionais que revelam a preocupação em se manterem atualizados. A competência comportamental é adquirida na experiência. Faz parte das habilidades sociais que exigem atitudes adequadas das pessoas para lidar com situações do dia-a-dia. De modo geral, o desenvolvimento dessa competência é estimulado pela curiosidade, paixão, intuição, razão, cautela, audácia, ousadia. 

Você será um vencedor! Assim

O Adidéiass sugere que você leitor, alugue e assista ao filme “Uma mente brilhante”. A trama do filme evidencia a fronteira entre as competências técnica e comportamental. 
Sabemos que não é fácil alcançar o equilíbrio entre esses dois tipos de competência. É comum encontrarmos pessoas capacitadas realizando diferentes atividades com maestria, porém, com dificuldade em manterem relacionamentos interpessoais de qualidade. Tratam de forma grosseira tanto os usuários internos como os externos. Lutam para que suas idéias sempre prevaleçam. Não conversam, gritam. Falam alto ao telefone. Fingem que não vêem as pessoas. As organizações, ao contrário disso, buscam cada vez mais ter em seus quadros servidores com sólida formação técnica que, capazes de cultivar valores éticos, como justiça, respeito, tolerância e solidariedade, demonstrem atitudes positivas e adequadas ao atendimento de qualidade. Para compor esse perfil, o profissional necessita saber ouvir, conduzir uma negociação, participar de reuniões, vestir-se adequadamente, conversar educadamente, tratar bem os usuários internos e externos.

Ana Roberta Lima
msn: adm.anaroberta@hotmail.com





Homenagem a amigos Turismólogos.

Encontrei videos de dois amigos turismólogos, pessoas que convivi durante os mágicos anos entre 1999 e 2002.
Nossa formatura foi em 2002. E infelizmente muitos, nos perdemos.
Mas, meu companheiro de trabalhos incondicionais e baladinhas, o baterista Aldrin Rachid, é um dos poucos que posso afirmar que nossa amizade, nossa cumplicidade e amor é eterno. é de ti, play que jamais vou esquecer.
O Edvaldo, esse passa na rua, e... rs Mas conheço seus planos... E saiba que sinto sua falta. Luciana, Patricia Reis, essas são minhas parceiras/blogueiras... Amigas para a vida inteira.
É nesta simples equação... Onde pessoas como vocês em conjunto, nossas vidas somam...
E de certa forma, estaremos juntos para sempre!
Esse trabalho de filmagem e edição de Edvaldo Flores Jr. e Aldrim Rachid é uma forma de reviver esse período mágico que foi minha primeira faculdade.

Turismólogo e Baterista Aldrin Rachid 
e Ana Roberta (eu) em um dos nossos reencontros pós UBM.
Contato: aldrintur@hotmail.com
Ana Roberta: adm.anaroberta@hotmail .com
Gole 2007
Fiquei emocionada com o sucesso de vocês!



Video do trabalho de Amigos:

São 7 videos (raridades é ser amiga de vocês):




Continuação dos trabalhos dos Meninos Turismólogos...


Parte 3:



Parte 4:



Parte 5:



Parte 6:



Parte 7:

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Sobre a administração que eu conheço


Eu não sou formada nessa área, mas tenho adquirido um pouco de conhecimento prático do assunto administração no meu campo de trabalho: a prefeitura da minha cidade. Lá se vão quase 10 anos de trabalho, divididos entre a secretaria de administração e uma fundação responsável pelas políticas públicas para infância e adolescência no meu município. E eu confesso não saber ainda o segredo de uma boa administração, mas tenho aprendido algo sobre péssimas administrações. No meu entender o administrador bom não é aquele que tenta ser amigo de todos, mas o que sabe delegar funções a cada um de seus subordinados de acordo com o cargo ocupado. O administrador bom é aquele que é justo, gentil, mas que nem por isso deixa de ser firme e de passar segurança e confiança naquilo que faz. Aquele que tem o conhecimento conquistado na universidade, mas também é perspicaz e ágil para solucionar problemas. Aquele que sabe exatamente o que fazer sempre, ou quando não sabe, disfarça bem diante de seus funcionários. Aquele que mantém a calma e sabe lidar com a pressão de seus superiores e consegue transmitir isso aos seus funcionários. Aquele que não se sente inseguro diante de questionamentos, mesmo estando aberto a opiniões e sugestões de sua equipe. Aquele que sabe assumir o erro individual e da equipe, colocando o pingo exatamente nos is. Aquele que sabe cobrar a quem se deve no momento certo e da maneira certa. Aquele que faz da equipe algo coeso e do ambiente de trabalho um lugar agradável aonde seus funcionários têm prazer em estar. Aquele que divide as responsabilidades e não centraliza todas as decisões em suas mãos. Aquele que vê em suas reuniões de equipe momentos de troca de idéias, e não meros desabafos. Aquele que sabe reter o que é bom, e descartar o que não é a princípio. Aquele que sabe o momento e o que falar assim como o contrário também. Aquele que têm comprometimento e vontade, mas sobretudo amor pelo que faz. Aquele que sabe equilibrar seu lado racional com o emocional. E que não leva problemas de casa para o trabalho, e vice-versa. Aquele que sabe ser profissional sem misturar o pessoal. Aquele que saber ser humano e pensar nas pessoas para as quais seus serviços estão sendo ofertados. Aquele que se preocupa com a qualidade e não somente com a quantidade de tais serviços ou produtos. Aquele que não se vende por um cargo político ganho sem qualquer merecimento. Eu tenho por mim que apesar de meu conhecimento ser baseado em administração pública, há princípios básicos a serem seguidos em ambas as esferas: pública ou privada para que se obtenha o sucesso. E não que eu saberia o que fazer, contudo tenho aprendido muito sobre o que não fazer.

Patrícia Rocha Reis
Assistente Social, Assistente Administrativa e Turismóloga
Fale com Patrícia no  Messanger: patricia.rreis@hotmail.com

Como o tempo passa rápido:

Resolvi convidar amigos e parceiros para me ajudar escrever sobre a Administração!

Agradeço vocês pelos artigos!


Ana Roberta Lima
msn: adm.anaroberta@hotmail.com