quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

O Emocional do Consumo

No mês de dezembro é natural que comecemos a nos mobilizar para as datas festivas, porém sabemos que todos tiveram a mesma idéia de movimento e sentido. Então, fiz um teste de paciência a mim mesmo e decidi me aventurar em um sábado de manhã pelas ruas mais movimentadas da cidade. É uma mistura de sensações. Claro que dentre elas a impaciência estava predominando. No entanto respirei bem fundo para despertar o outro eu que só perscrutava a devassa psicológica. Sim, havia algo estranho e imperceptível no ar, algo chamado: pressão da sociedade de consumo. Tão poderoso nesses dias que lançam poderosos feixes de dúvida e apreensão sobre a nossa cabeça. Nesta hora, o valor das coisas assume uma forma menos abstrata e abruptamente concreta. Estranho pensar nisso, sendo que, eventos mais desprovidos de essência humana podem apresentar circunstâncias semelhantes, e que o menor dos pensamentos sobre este tipo de afirmativa pode ser algo extremamente sem sentido. As artimanhas das nossas emoções embaralham tanto as nossas idéias e nosso bom senso que ficamos sem defesas e nem controle sobre nós mesmos. Mais uma vez pode parecer estupidez mas se somos quase cegos sensorialmente o que dizer de nossos atributos em conceder a normalidade religiosa e indescritivelmente perfeita. “Se as portas da percepção se depurassem, tudo se revelaria ao homem tal qual é, infinito” já dizia William Blake "a cerca da neutralidade humana perante a obviedade da vida". Não adianta, um dia tudo chega a tona para percebermos que estamos mais impotentes agora do que há tempos atrás para o consumo que nos cerca nestes dias festivos.

Adm. Leandro Duarte

msn: leandrovampir@hotmail.com




sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

O Perdão e a Administração (Segundo a Psicologia)




Como o ato do PERDÃO pode influenciar dentro de uma organização? Como administradores e psicólogos devem observar as reações de seus stakeholders. Como doença e a psicologia podem explicar alguns comportamentos?

O perdão é um processo mental ou espiritual de cessar o sentimento de ressentimento ou raiva contra outra pessoa ou contra si mesmo, decorrente de uma ofensa percebida, diferenças, erros ou fracassos, ou cessar a exigência de castigo ou restituição. O perdão é o esquecimento completo e absoluto das ofensas, vem do coração, é sincero, generoso e não fere o amor próprio do ofensor. Não impõe condições humilhantes tampouco é motivado por orgulho ou ostentação. O verdadeiro perdão se reconhece pelos atos e não pelas palavras.

Segundo a psicóloga americana Louise L. Hay, todas as doenças que temos são criadas por nós. Afirma ela, que somos 100% responsáveis por tudo de ruim que acontece no nosso organismo. Todas as doenças têm origem num estado de não-perdão. Sempre que estamos doentes, necessitamos descobrir a quem precisamos perdoar. Quando estamos empacados num certo ponto, significa que precisamos perdoar mais. Pesar, tristeza, raiva e vingança são sentimentos que vieram de um espaço onde não houve perdão. Perdoar dissolve o ressentimento. No caso de crianças, devemos observar os pais; ou até mesmo elas, dependendo da situação.

O perdão é a cura do câncer! O câncer nada mais é que sua própria magoa reprimida. 


A seguir, você vai conhecer a síntese de uma pesquisa, elaboradas pela psicóloga Louse. A ação de algumas doenças e suas prováveis causas. Reflita, vale a pena tentar evitá-las:


Doenças & Causas:


AMIDALITE: Emoções reprimidas, criatividade sufocada.
ANOREXIA: Ódio ao externo de si mesmo.
APENDICITE: Medo da vida. Bloqueio do fluxo do que é bom.
ARTERIOSCLEROSE: Resistência. Recusa em ver o bem.
ARTRITE: Crítica conservada por longo tempo.
ASMA: Sentimento contido, choro reprimido.
BRONQUITE: Ambiente famíliar inflamado. Gritos, discussões.
CÂNCER: Mágoa profunda, tristezas mantidas por muito tempo.
COLESTEROL: Medo de aceitar a alegria.
DERRAME: Resistência. Rejeição à vida.
DIABETES:: Tristeza profunda.
DIARRÉIA: Medo, rejeição, fuga.
DOR DE CABEÇA: Autocrítica, falta de autovalorização.
DOR NOS JOELHOS: medo de recomeçar, medo de seguir em frente
ENXAQUECA : Raiva reprimida. Pessoa perfeccionista.
FIBROMAS: Alimentar mágoas causadas pelo parceiro (a).
FRIGIDEZ: Medo. Negação do prazer.
GASTRITE:: Incerteza profunda. Sensação de condenação.
HEMORRÓIDAS: Medo de prazos determinados. Raiva do passado.
HEPATITE: Raiva, ódio. Resistência a mudanças.
INSÔNIA: Medo, culpa.
LABIRINTITE: Medo de não estar no controle.
MENINGITE: Tumulto interior. Falta de apoio.
NÓDULOS: Ressentimento, frustração. Ego ferido.
PELE (ACNE): Individualidade ameaçada. Não aceitar a si mesmo.
PNEUMONIA: Desespero. Cansaço da vida.
PRESSÃO ALTA: Problema emocional duradouro não resolvido.
PRESSÃO BAIXA: Falta de amor quando criança. Derrotismo.
PRISÃO DE VENTRE: Preso ao passado. Medo de não ter dinheiro suficiente.
PULMÕES: Medo de absorver a vida.
QUISTOS: Alimentar mágoa. Falsa evolução.
RESFRIADOS: Confusão mental, desordem, mágoas..
REUMATISMO: Sentir-se vitima. Falta de amor. Amargura.
RINITE ALÉRGICA: Congestão emocional. Culpa, crença em perseguição.
RINS: medo da crítica, do fracasso, desapontamento.
SINUSITE: Irritação com pessoa próxima.
TIREÓIDE: Humilhação.
TUMORES: Alimentar mágoas. Acumular remorsos.
ÚLCERAS: Medo. Crença de não ser bom o bastante.
VARIZES:: Desencorajamento. Sentir-se sobrecarregado.


Um tanto Curioso, não?

Segundo a autora é preciso tomar cuidado com os sentimentos...Principalmente, daqueles que escondemos de nós mesmo. E também de nossos colegas, amigos e familiares!

'Quem esconde os sentimentos, retarda o crescimento da Alma'.



Adm. Ana Roberta
Msn: adm.anaroberta@hotmail.com

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Qualidade Total

Lembre-se você não é invenção e sim uma grande caixa de idéias e conhecimento.

Anônimo

Tendo por referência a busca pelo defeito zero. A gestão pela qualidade total insere-se na história gerencial, portanto, como na metodologia apoiada na certeza de que somente as organizações capazes de oferecer um diferencial metódico e criterioso para que empresas, serviços e produtos sobreviveriam no mercado e existam maior índice de aprovação entre os stakeholder. Qualidade é um conceito complexo, porque significa diferentes coisas para diferentes pessoas.O que se deve de conotar é que não existe a possibilidade de saber qual dessas teorias é a melhor ou mais adequada, já que são completos e suficientes para auxiliar a implementação da Qualidade Total em empresas. Mas o fundamental é que qualquer que seja o caminho a ser trilhado tem que ter como base as políticas e filosofias da própria empresa, dentro do nível de maturidade requerido. O movimento no sentido do melhoramento da Qualidade e da implementação da melhoria contínua dos processos não vai acabar e não pode acabar. Todavia, tem sido crescentemente considerado pelas organizações como um modismo ou uma mania que começou a perder o fôlego. As companhias pararam de perseguir o modismo e estão procurando voltar às práticas negociais conceituadas, que lhes permitam competir em seus mercados. A fonte da produtividade não são os processos, mas sim as pessoas que os desempenham. Um sistema de gestão do desempenho humano bem-pensado e de alto valor coloca o foco sobre as pessoas e permite garantir que os requisitos do cliente estarão sendo satisfeitos por empregados que forem qualificados quando da sua contração, treinados adequadamente para desempenhar os serviços certos e receberem todo o apoio de que precisarem para sempre agregar valor ao seu local de trabalho. Programar uma iniciativa da Qualidade sem criar e instalar um sistema de gestão do desempenho humano é um erro que os profissionais da Qualidade não podem se permitir. Essa abordagem gera resultado tanto positivo quanto negativo, porém sempre resulta em algo. Para que isso ocorra, esta ação sempre tem uma função destinada, nada se faz sem ao menos ter objetivo firmado. Com este pensamento de melhoria em Sistema de Gestão da Qualidade toda a ação corretiva nem sempre gera um resultado único, às vezes dependendo, terá apenas um resultado de contenção ou até mesmo uma ação sem resultado. Responsável pela aplicação de todas as sete ferramentas (Fluxograma - Diagrama Ishikawa (Espinha-de-Peixe) - Folhas de Verificação - Diagrama de Pareto - Histograma Diagrama de Dispersão - Cartas de Controle) uma nova ferramenta esta sendo estudada. O ser humano, para que seja auto-suficiente para aplicar e avaliar as demais dessa nova ferramenta. É aplicada conforme sua capacidade de execução, normalmente utilizada no inicio de uma aplicação de processo e no final para avaliação do mesmo processo. Isso se justifica por que o individuo esta presente no chão de fábrica, na Gestão e em todos os setores da empresa, aplique cada dia mais esta ferramenta no seu dia a dia, isso é o que torna o processo de melhoria continua um resultado aplicado de forma eficaz. Para que haja a aplicação das ferramentas da Qualidade em sua empresa o individuo deve aplicar seu conhecimento na execução de todas as sete ferramentas da Qualidade, atribua suas aplicações em algo realmente objetivo, resultado disto é a efetividade das ações. A falta de consciência de muitas empresas e profissionais que lidam com sistemas complexos tem sido um dos maiores problemas em adotarem uma política de qualidade.

Adm. Ana Roberta

Msn: adm.anaroberta@hotmail.com


domingo, 29 de novembro de 2009

Dia Nove de setembro: Dia da Administração

A profissão de Administrador é relativamente nova e foi regulamentada no Brasil em 9 de setembro de 1965, data que se comemora o dia do Administrador. Os primeiros administradores profissionais (administrador contratado, que não são o dono do negócio) foram os que geriam as companhias de navegação inglesas a partir do século XVII. Estas empresas foram as primeiras sociedades anônimas que se tem noticia. Administrar envolve a elaboração de planos, pareceres, relatórios, projetos, arbitragens e laudos, em que se exija a aplicação de conhecimentos inerentes ás técnicas de administração.

Para ser um bom administrador deve-se desenvolver algumas habilidades: exige ao especialista, fazer codificação, interoperabilidade e habilidades de multiusuários.

As Atitudes do Administrador deve ser: Pró ativo, ousado, criativo, bom exemplo, cumpridor das promessas, saber utilizar seus princípios, ser cooperativo e ser um bom líder ajudando os funcionários para que eles possam crescer junto com a empresa. São atitudes que deve ser lembradas e sempre estar em abundante desenvolvimento. Creio que com essas característica e com GENTILEZA aos novos acadêmicos de Administração sempre terão um espaço no mercado.

Já as Habilidades Conceituais como a Direção, deve ao administrador desenvolver a Visão sistêmica e assim analítica e prospectais.

Já as Habilidades Humanas deve se orientar as gerenciais, como por exemplo saber lidar com pessoas, comunicando-se eficientemente, negociando, conduzindo mudanças, obtendo cooperação e solucionando conflitos.

Ter Habilidades Técnicas de supervisão, saber utilizar princípios, técnicas e ferramentas administrativas. Saber decidir e solucionar problemas.


Adm. Ana Roberta

domingo, 31 de maio de 2009

O Humor é o Caminho - Publicidade vs Administração!

Ferramenta de Persuasão e Propaganda ((Vendas))
O humor pode ser a própria essência desta criação intelectual ou pode ser uma de suas características. O termo publicidade, em sua origem é derivado de "público" - do latim publicus - que significa a qualidade do que é público, ou seja, tornar público um fato, uma idéia, objetivando induzir ou convencer o público a uma atitude dinâmica favorável à determinada idéia; enquanto o termo propaganda identifica-se como o meio utilizado para divulgação de idéias. Pode-se entender, portanto, que a publicidade pode se criar uma realidade almejada por um determinado consumidor, podendo, até, interferir na formação de atitudes das gerações futuras. A publicidade tem o poder de criar tendências, conceitos e mudar o comportamento de certos grupos sociais, usando o seu discurso persuasivo. Porém, a publicidade não tem o poder de fazer isso sozinha e, por isso, usa aspectos da realidade social em seus anúncios.
A publicidade cria conceitos, constrói mitos, propaga ideologias e informações, estimula o consumidor, seduz seus desejos e vende-se sonhos.
O humor pode ser a própria essência desta criação intelectual ou pode ser uma de suas características. Engraçada é a maneira com que o humor nos faz chegar a ela. O humor é um caminho.
Compreende-se, então, que esse método, esse "caminho", naturalmente comprometido com a graça, o cômico e o riso, implique um processo essencialmente criativo para que o humor se realize. Na publicidade, por exemplo, pesquisas mostram que as marcas anunciadas com humor são mais lembradas. O Humor é o "reflexo do gozo", o humor tem um julgamento objetivo; ou funciona ou não funciona.
O humor serve de estímulo para chegar ao consumidor e começar a conversa com ele. O humor é fundamental na propaganda. “É quase uma maneira didática de passar um conceito chato”. O Humor na propaganda tem se comprovado como uma das fórmulas mais eficazes para se vender um produto ou serviço.
A risada é um ato prazeroso
O humor na propaganda é eficaz, causa impacto e - o mais interessante - que marca os receptores, fica na memória, valorizando e fixando a marca do produto anunciado. Nesse contexto, a publicidade aprova o ato da utilização da emoção e do humor para atingir seu público-alvo. Assim, a propaganda humorística entra com vantagem na guerra de mercado, pois oferece ao consumidor a sensação de prazer inconsciente na decodificação da mensagem.
Outro caminho é pensar em Persuasão é o mesmo que se aliar à razão e, na seqüência, cognição, compreensão. Este é um ponto capital para apreender o valor e a importância relativos do humor, diante da necessidade de persuasão. Falar é argumentar é falar.
Persuadir é "o ato de desenvolver preferência, encorajar a mudança e mudar a percepção dos compradores com relação aos atributos do produto” A persuasão esta ligada a manutenção da mente do público alvo. Assim, os produtores e vendedores, que muitas vezes eram a mesma pessoa, passaram a se preocupar em persuadir os potenciais clientes a comprar, em maior escala, os seus produtos.

O Humor e a Persuasão dentro da Comunicação Social estão intimamente ligados ao sucesso. A comicidade imita a vida. A Propaganda atrai a atenção das pessoas , dentro de um proposta onde se encontra o riso, a zombaria, caricaturas, condensação, o uso múltiplo do mesmo material, o duplo sentido e o sentido absurdo. Obtendo assim a atenção do público. Um exemplo disso são as propagandas do Bom Bril com o Ator Carlos Moreno.



Adm. Ana Roberta

domingo, 17 de maio de 2009

A Economia da Vida

A visão econômica do nosso cotidiano está sendo tão imprecisa quanto a máxima que diariamente nos bombardeia. As previsões são cada vez mais aleatórias e dispersas que ajudam mais a nos confundir do que nos orientar. Por mais complexa que seja, o caminho trilhado por esta ciência, todavia parece soar intransponível pelo modo como se apresenta, assim, tão farta de história, tão rica no presente e tão teoricamente difícil de se entender.E a nossa vida tão cada vez mais dependente dela (assim como as nossas ferramentas tecnológicas e as nossas necessidades físicas e psicológicas). Então, como trazer a tona a simplicidade das nossas transações econômicas e viver se alardeando com o medo das crises e de períodos tão ameaçadores e imprecisos? É preciso parar pra pensar e respirar um pouco. De fato, compreender a nossa vida e simplesmente nos desligar de vez em quando para saber de fato onde estamos situados neste mundo e alimentar a coragem necessária para mudá-la sem o medo de errar. Mudar consciente, estar presente com as pessoas e compreendê-las, se permitir amar e ser amado sem o medo de ser feliz. E aí? Vamos dar o primeiro passo?”

Adm. Leandro Duarte

quinta-feira, 16 de abril de 2009

Plano de Ação: Pousada Recanto do Mar

Empreender é sempre um risco, mas empreender sem planejamento é um risco muito maior e que pode ser evitado. O Plano de Negocio envolveu consultores na área de Economia e Planejamento Turístico para iniciar um novo nicho de mercado. A Pousada conta com um grupo de funcionários que vai ser treinada e sanada as dúvidas para que haja um equilíbrio entre funcionários e turistas estrangeiros e turistas brasileiros. Buscamos a inovação como a primeira utilização comercial de um novo produto, processando o sistema.
Novo Produto:
Pousada Recanto do Mar
Novo Processo: Tornar viável o planejamento e a economia do estabelecimento.

Este Projeto é uma versão modificada de um processo existente. A estruturarão de um Plano de Negócios podem ajudar a transformar idéias em inovações.
Etapas de Planos de Negócios:
  • Plano de Marketing
  • Análise de Mercado
  • O Mix do Marketing
  • Estratégia de Marketing – Oferta
  • Plano de Operações
  • Plano Financeiro

Observa-se a importância de criar conceitos sobre a Lei da Escassez. Lei da Escassez é uma lei férrea e incontornável, que reflete a natureza limitada dos meios disponíveis em relação aos fins que as pessoas tem em suas ações. A economia tem como fundamento o entendimento da noção de escassez.
Tecnicamente, escassez é definida como o caso onde num preço nulo a oferta de um bem é menor do que a demanda. Um bem abundante é assim classificado quando num preço nulo sua oferta ainda é superior a procura.
A escassez submete os homens ao seu jugo desde sempre, levando-os a se organizarem e a estabelecerem entre si relações a fim de enfrentá-la ou, melhor falando, conviver com ela atenuando-lhe o quanto possível a severidade. A divisão do trabalho e todas as instituições de natureza econômica surgiram para melhor alocar os meios escassos em relação a vários fins possíveis. Quando há escassez os agentes tem que decidir como alocar e usar estes recursos.
A escassez esta intimamente relacionada com a
Lei da oferta e da procura.
Como primeiro relatório, o grupo de Colsultoria de Administradores FaSF, desenvolveu uma Analise SOWT, que será entregue aos proprietários do Estabelecimento Turístico, no dia 25 de março de 2009.
Este foi o primeiro relatório da consultoria para apontar os pontos fortes e oportunidades & pontos fracos e Ameaças, afim que aumente a produtividade e a qualidade hospitaleira do recinto. Foi entregue no dia 25 de março de 2007, às 19 horas. A ser prontamente observado e orientado para que a Empresa alcance o programa ISO 9000 e o Programa de Qualidade Total. E o reconhecimento do Ministério do Turismo (MIN.TUR). É uma consultoria continua, assim que requisitado estará providenciando mais documentos para a empresa. Criando uma Conta Cativa da empresa com o Grupo.

Adm. Ana Roberta Lima
msn: adm.anaroberta@hotmail.com

As empresas bem sucedidas reconhecem as necessidades e a tendências não atendidas e tornam medidas para lucrar com elas.

Kotler, P.